31 2106-0100 |Rua Major Campos, 99/107, Centro, Sete Lagoas-MG

sac@saaesetelagoas.com.br

Informatiza Soluções Empresariais

Informatiza Soluções Empresariais

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), com o objetivo de evitar perdas de água potável dentro do próprio sistema, está executando uma série de reformas em suas unidades e, principalmente, nos reservatórios de onde é destinada a água para o abastecimento público.

E a Prefeitura de Sete Lagoas não para por aí: está em andamento projeto para instalação de reservatório de 10 milhões de litros no mesmo local, o que vai garantir reserva suficiente para abastecer em tempos de crise ou em decorrência de alguma manutenção do sistema toda a região norte da cidade.

Compartilhar nas redes sociais:

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) está em alerta com a ação de caminhões limpa fossa clandestinos que estão fazendo lançamentos irregulares de óleo vegetal em elevatórias de esgoto da cidade. Os prejuízos são imensuráveis, dentre eles: rompimento de redes, queima de bombas, retorno do esgoto para dentro dos imóveis ou extravasamento nas ruas.

As redes coletoras de esgoto são dimensionadas para conduzir às estações elevatórias apenas o esgoto doméstico, resultante do uso dos banheiros, tanques e pias de cozinha. No entanto, materiais como óleo de cozinha e outros tipos de óleos plásticos, panos, pedaços de madeira, entulho de construção civil também vêm sendo descartados na rede coletora, o que é proibido.

Os maiores problemas de operação do sistema de esgoto são provocados pela destinação inadequada nas tubulações. Os caminhões clandestinos estão fazendo o descarte em poços de visita instalados em pontos estratégicos nas vias públicas. O SAAE já comunicou a Polícia Militar Ambiental sobre o problema e a fiscalização será rigorosa a fim de inibir a ação criminosa.

Compartilhar nas redes sociais:

Valorizando o seu patrimônio e promovendo economia aliada à eficiência, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) recuperou importante equipamento que já está sendo utilizado nas atividades da autarquia. Trata-se de uma máquina percussora destinada para a perfuração de poços tubulares profundos e serviços relacionados aos mesmos. O equipamento seria leiloado por administrações passadas e estava literalmente encostado.

Hoje, com a manutenção em dia, já foi utilizada para a recuperação de um poço do Sistema Sinhá Andrade que - se contratada empresa particular para fazer o mesmo serviço - geraria um custo de aproximadamente R$ 15 mil para os cofres públicos. No entanto, com a máquina e pessoal próprios, o SAAE garantiu a recuperação de importante poço que vai reforçar o abastecimento da região central da cidade. Isto é eficiência. Serviços ligue 115.

Compartilhar nas redes sociais:

Na manhã de terça-feira (9/10) o SAAE recebeu a visita de dois auditores do Banco Nacional do Desenvolvimento Social (BNDES). O objetivo foi inspecionar a Estação de Tratamento de Água (ETA) – Sistema Rio das Velhas após a execução de uma série de intervenções exigidas pela instituição financiadora do projeto. Para Daniele Magalhães, Gerente do Departamento de Saneamento Ambiental/BNDES, a missão foi cumprida com sucesso. “Saímos daqui bem satisfeitos com o resultado”, afirma.

De acordo com a gerente, o objetivo foi verificar o funcionamento da ETA, já que a mesma apresentou muitos problemas no ano passado. “E nossa impressão foi muito boa. Verificamos que os investimentos realizados propiciaram aumento da produção de água tratada, o que é muito bom para a população”, completou Daniele Magalhães.

Mas isso só foi possível graças aos investimentos feito pelos atuais gestores – que tem à frente o prefeito Leone Maciel e o presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), Arnaldo Nogueira. Se em Janeiro deste ano a vazão era de 216 mil litros/hora, hoje são enviados mais de um 1,2 milhões de litros/hora, o que gera 10 milhões de litros de água/dia; quantidade suficiente para garantir água de qualidade para aproximadamente 70 mil habitantes.

Fazer com que a ETA atinja a vazão de 490 L/S - conforme contrato firmado entre a Prefeitura de Sete Lagoas e a empresa COLLETT Engenharia – é o grande desafio. A ETA só foi possível operar com maior capacidade após uma série de medidas emergenciais e investimento de recursos do SAAE. Até então, era considerada uma obra inacabada.

Hoje a estação de tratamento, localizada em Funilândia, atende os bairros: São João, Braz Filizolla, Santa Marcelina, New York, Bom Jardim, Esperança, Aeroporto, Industrial, CDI II, Carmo, Interlagos, Luxemburgo, JK, Planalto, São Vicente, Emília, Montreal, Alvorada, Canadá, Jardim Europa, Dona Silvia, São Cristóvão, Iporanga I e II, Padre Teodoro, Jardim Primavera I e II, Bela Vista I e II, Cidade de Deus e adjacências.

 

Compartilhar nas redes sociais:

Desde a manhã desta segunda-feira equipes do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) estão mobilizadas para detectar possíveis motivos de boa parte da água que é captada no subsolo não estar chegando em algumas ruas dos bairros Eldorado, Honorina Pontes e Universitário. Durante as intervenções os moradores devem economizar para evitar que as caixas dágua de casa fiquem vazias.

O objetivo é acabar com uma perda significativa de água que, apesar de ser produzida, não está chegando de forma satisfatória em todas as residências. Os moradores daquela região vão perceber uma movimentação mais intensa de maquinário e pessoal do SAAE na localidade.

Valas serão abertas para detectar possíveis problemas já previamente sondados pelos setores de fiscalização / investigação da autarquia. O volume produzido seria suficiente para atender os bairros Eldorado, Honorina Pontes e Universitário, que hoje ocorre de forma deficitária. Desde ligações irregulares (by-pass), entupimentos, tubulações inadequadas e possíveis “sumidouros” são alvos da força-tarefa.

Compartilhar nas redes sociais:

O SAAE vem sofrendo com o constante furto de placas de sinalização e cones que são utilizados em obras e serviços que são realizadas pela autarquia. O problema não causa preocupação somente pelo dinheiro gasto com a reposição do material furtado. Mas principalmente, porque essa prática pode causar acidentes, pois as placas e acessórios de sinalização têm a finalidade de contribuir para a segurança e o bom fluxo do trânsito. Com a ausência de sinalização, ciclistas, motociclistas e condutores de veículos ficam sem saber como proceder, po­dendo envolver-se em aciden­tes.

Os últimos casos foram registrados em obras no bairro Eldorado e mais recente ainda, na madrugada desta quarta-feira (14) na Rua Juca Cândido, bairro Santa Luzia. Em ambos os casos, veículos caíram nas valas e, por consequência, atingiram a rede de água potável, causando o desabastecimento em algumas regiões. O SAAE pede a colaboração dos moradores de regiões que estiverem sinalizadas para que denunciem qualquer atitude suspeita relacionada ao furto de placas e acessórios utilizados na sinalização de obras públicas.

É CRIME - “O Artigo 163, do Código Penal, Parágrafo Único, Inciso Terceiro, prevê que destruir ou inutilizar patrimônio da União, Estado, Município ou de empresa concessionária de serviços públicos ou sociedade de economia mista, pode resultar em pena de detenção que varia de seis meses a três anos, além de multa, consta no Código Penal.

Compartilhar nas redes sociais:

Será nesta quarta-feira (28) o encerramento das atividades do segundo semestre voltadas para a educação ambiental do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE). Com o tema “Uso Responsável da Água”, foi promovido o I Concurso de Poesias que envolveu os alunos das escolas municipais Clarindo Cassimiro, Jovelino Lanza e Nádia Lúcia. E para fechar com chave de ouro o projeto, serão divulgados e premiados os melhores trabalhos nesta data, às 8h30, no auditório do Centro Universitário Unifemm.

A campanha, que visa incentivar a economia e uso consciente da água, é permanente e será implantada nas demais escolas municipais. Além de palestras e visita técnica a um dos sistemas de abastecimento de água gerenciados pelo SAAE, é explicado detalhadamente o funcionamento de captação e tratamento das águas dos poços tubulares profundos e também do Rio das Velhas, através do sistema que compreende a Estação de Tratamento de Água (ETA).

“A disponibilidade de água potável vem diminuindo devido ao alto consumo e o crescimento urbano, o que exige maior sensibilização da população por meio de ações educativas a serem realizadas pela equipe técnica da autarquia”, explica a Gestora Ambiental do SAAE, Anamélia Santiago.

Realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, também são parceiros da iniciativa: Miika Nacional, Diclorina, Conepp Consultoria, Clube de Letras de Sete Lagoas, Centro Universitário Unifemm, Vereador Beto do Açougue, Trevo Alimentos e Prefisan Engenharia.

O SAAE está aberto para o agendamento de palestras e desenvolvimento de projetos voltados para a água e seu uso racional em unidades de ensino – públicas ou particulares, empresas, associações, dentre outros. Telefone para agendamento: 2106-0104.

 

 

Compartilhar nas redes sociais:

O forte calor das últimas semanas, em conjunto com muitas crianças e estudantes em casa em decorrência das férias escolares, fez aumentar consideravelmente o consumo de água em toda Sete Lagoas. Alguns bairros estão com o abastecimento de água deficitário pelo consumo acima da média. Em função disso, a direção do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) decidiu abrir novo turno de trabalho para que a Estação de Tratamento de Água (ETA - Sistema Rio das Velhas) envie água para a cidade também à noite, entre 20h e 1h. Além da captação superficial, o SAAE também conta com os poços tubulares profundos.

Atualmente a ETA – Sistema Rio das Velhas é responsável pelo abastecimento de 1/3 da população. Diariamente são enviados mais de um 1,2 milhões de litros/hora, o que gera 10 milhões de litros de água/dia; quantidade suficiente para garantir água de qualidade para aproximadamente 70 mil habitantes. Com o funcionamento em segundo turno, serão gerados pelo menos mais 5 milhões de litros de água para reforçar o abastecimento público de água. Vale lembrar que A ETA só foi possível operar com maior capacidade após uma série de medidas emergenciais e investimento de recursos do SAAE. O limite de captação e tratamento de água é de 490 litros/segundo.

Hoje a estação de tratamento, localizada em Funilândia, atende os bairros: São João, Braz Filizolla, Santa Marcelina, New York, Bom Jardim, Esperança, Aeroporto, Industrial, CDI II, Carmo, Interlagos, Luxemburgo, JK, Planalto, São Vicente, Emília, Montreal, Alvorada, Canadá, Jardim Europa, Dona Silvia, São Cristóvão, Iporanga I e II, Padre Teodoro, Jardim Primavera I e II, Bela Vista I e II, Cidade de Deus e adjacências.

USO RESPONSÁVEL E RACIONAL: UM DEVER DE TODOS

Apesar da ETA operar por mais tempo a partir da noite desta terça-feira, a autarquia alerta que é essencial que a população colabore no sentido de racionar e utilizar a água de forma responsável, mesmo com o forte calor. Se ligue nas dicas de economia:

- Reduza o tempo com torneiras abertas;
- Evite banhos muito longos;
- Utilize seus eletrodomésticos (máquina de lavar louça e roupa) com consciência;
- Mude os hábitos ao cuidar das plantas: não molhe diariamente, não há necessidade;
- Verifique as instalações hidráulicas;
- Invista em válvula de descarga com duplo acionamento;
- Cubra a piscina com capa;
- Não lave a calçada com mangueira;
- Não use mangueira para lavar o carro, mas um balde;
- Seja consciente ao cozinhar, não use água corrente para descongelar alimentos, opte por tirar o alimento congelado do freezer na noite anterior;
- Atenção: molhar o quintal ou telhado da residência não vai refrescar o ambiente. Não faça isso.

Compartilhar nas redes sociais:

Funcionamento da estação à noite foi uma experiência aprovada, revela balanço

Nos últimos dias o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) colocou em prática – mesmo que de forma emergencial – o planejamento de abrir novo turno de funcionamento da Estação de Tratamento de Água (ETA – Sistema Rio das Velhas). O objetivo foi evitar o desabastecimento de alguns bairros da cidade, principalmente os localizados nas regiões mais altas. E a iniciativa foi aprovada: com o horário noturno foram injetados mais de 5 milhões de litros de água que reforçaram o abastecimento público, além dos outros 10 milhões de litros que já são captados e tratados durante o horário comercial.

No final de semana a ETA permanecerá rodando também à noite, entre 20h e 1h – podendo até mesmo ser estendido de acordo com a demanda. A partir de fevereiro o SAAE vai montar equipes permanentes – com próprios funcionários da autarquia, sem necessidade de novas contratações – para que o segundo turno seja permanente ou, sempre que houver necessidade, possa ser ativado sem grandes dificuldades para montar escalas de serviço. Atualmente a ETA – Sistema Rio das Velhas é responsável pelo abastecimento de 1/3 da população.

ATUAL ADMINISTRAÇÃO - Vale ressaltar que a ETA só foi possível operar com maior capacidade após uma série de medidas emergenciais e investimento de recursos da Prefeitura de Sete Lagoas e SAAE. Até então, era considerada uma obra inacabada. Se em Janeiro deste ano a vazão era de 216 mil litros/hora, hoje são enviados mais de um 1,2 milhões de litros/hora, o que gera 10 milhões de litros de água/dia; quantidade suficiente para garantir água de qualidade para aproximadamente 70 mil habitantes.

Hoje a estação de tratamento, localizada em Funilândia, atende os bairros: São João, Braz Filizolla, Santa Marcelina, New York, Bom Jardim, Esperança, Aeroporto, Industrial, CDI II, Carmo, Interlagos, Luxemburgo, JK, Planalto, São Vicente, Emília, Montreal, Alvorada, Canadá, Jardim Europa, Dona Silvia, São Cristóvão, Iporanga I e II, Padre Teodoro, Jardim Primavera I e II, Bela Vista I e II, Cidade de Deus e adjacências.

USO RESPONSÁVEL E RACIONAL: UM DEVER DE TODOS - Apesar da ETA operar por mais tempo a partir da noite desta terça-feira, a autarquia alerta que é essencial que a população colabore no sentido de racionar e utilizar a água de forma responsável, mesmo com o forte calor.

Compartilhar nas redes sociais:

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) realizou obra de grande porte em um trecho de aproximadamente 200 metros localizado no final da rua Piauí até esquina com a rua Emília. A rede de esgoto estava comprometida e foi substituída. A obra se fez necessária para que os resíduos não retornassem nas residências e comércios daquela região. Esta semana, para conclusão definitiva dos trabalhos, será realizado o asfaltamento do trecho que sofreu intervenções.

DESTINAÇÃO DO ESGOTO
O SAAE alerta para a necessidade de melhor utilizar as redes coletoras de esgoto, que são dimensionadas para conduzir às estações elevatórias apenas o esgoto doméstico, resultante do uso dos banheiros, tanques e pias de cozinha. No entanto, materiais como óleo, plásticos, panos, pedaços de madeira e outros vêm sendo descartados na rede, o que é proibido. Os prejuízos são imensuráveis, dentre eles: rompimento de redes, queima de bombas, retorno do esgoto para dentro dos imóveis ou extravasamento nas ruas.

Compartilhar nas redes sociais:
Página 1 de 2

ENTRE E CONTATO

Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Sete Lagoas é uma Autarquia Municipal sem fins lucrativos. Com receita própria, proveniente do recebimento de tarifas de água e esgoto, destina os recursos arrecadados para o pagamento de despesas, manutenção dos sistemas de água e esgoto e também para novos investimentos e ampliação desses sistemas.

Entre em Contato

Entre em contato conosco, nossa equipe irá atender o mais rápido possível.

Telefone: (31) 2106-0100

sac@saaesetelagoas.com.br

Horário Atendimento:
Segunda à Sexta - 07:30 às 17:00 hrs

Plantões:
Sábado – 07:30 às 17:00 hrs Domingo e Feriado – 07:30 às 12:00 hrs